Miniguia de praias | Bahia: Costa do Descobrimento e das Baleias

Ricardo Freire

@ricfreire

www.viagenviagen.com/2012/12/praias-bahia-santo-andre-porto-seguro-arraial-ajuda-trancoso-espelho-caraiva-corumbau-cumuruxatiba-prado-abrolhos

 

Praia do Espelho

Praia do Espelho, vista do Outeiro das Brisas

 

 

Arraial d’Ajuda, Trancoso, Santo Andr? da Bahia, Espelho, Cara?va, Corumbau, Cumuruxatiba: o Sul da Bahia ? o para?so para quem busca vilarejos de praia. A mais de 600 km das capitais mais pr?ximas — Salvador e Vit?ria –, por aqui n?o h? aquela especula??o imobili?ria t?pica do litoral pr?ximo a cidades grandes, de loteamentos para passar o fim de semana. O ?nico local com turismo de massa ? Porto Seguro; basta procurar, que voc? acha uma praia mais tranq?ila que seja a sua cara.

Estrat?gia & roteiros

  • Porto Seguro ? o aeroporto que serve toda a regi?o. Os tr?nsfers s?o salgados — pense em R$ 120 para o Arraial e R$ 270 para Cara?va. Um operador confi?vel, que j? testei, ? o Taxi Service Porto Seguro.

 

  • Para o Arraial d’Ajuda, um truque para diminuir a despesa do tr?nsfer ? ir de t?xi s? at? a balsa (R$ 20), pegando uma van na outra margem. D? para fazer isso tamb?m com dire??o a Trancoso e Cara?va (mas da? ? preciso pegar o ?nibus, que sai ?s 7h15 e 15h; no ver?o tamb?m ?s 11h; confirme o hor?rio com sua pousada). Para Santo Andr? voc? pode pegar o ?nibus na rodovi?ria (a 10 minutos de caminhada do aeroporto) com dire??o ? balsa de Santa Cruz Cabr?lia; do outro lado voc? vai precisar tomar um t?xi.
  • Existem duas maneiras de explorar toda a regi?o. A primeira, montando base no vilarejo que voc? achar que tem mais a sua cara, e fazendo bate-voltas aos outros vilarejos. Neste caso, fa?a cada bate-volta a apenas um vilarejo por vez; as praias s?o de dif?cil acesso, e se voc? quiser fazer duas no mesmo dia vai passar mais tempo no carro do que na areia.
  • A segunda maneira ? dividir sua estada entre dois vilarejos.?O melhor aqui ? combinar um vilarejo mais urbano (Arraial ou Trancoso) com um mais remoto ou r?stico (Espelho, Cara?va ou Santo Andr?), e fazer bate-voltas aos que ficarem de fora.

Caso voc? venha do Sudeste de carro, leia este post.

Role a p?gina para ler mais sobre Santo Andr? da Bahia, Porto Seguro, Arraial d’Ajuda, Trancoso, Espelho, Cara?va, Corumbau, Prado e Itamaraju.

Santo Andr? da Bahia

 

Santo Andr? da Bahia

Beira-rio em Santo Andr? da Bahia

 

 

  • ? a sua praia: se voc? quer sossego e comida boa
  • N?o ? sua praia: se voc? se incomoda com um mar que nem sempre estar? superazul

 

Vai por mim: Santo Andr? da Bahia

 

A balsa do rio Jo?o de Tiba deixa para tr?s a micareta permanente de Porto Seguro e entra em territ?rio de paz. Santo Andr? ? um o?sis de sossego na Costa do Descobrimento: mesmo no R?veillon e at? no Carnaval o lugar permanece a salvo do excesso de lota??o. A praia ? comprida e deserta: eventuais gatos pingados na areia indicam a localiza??o das pousadas e do hotel. Um defeito? O mar s? fica realmente azul na mar? baixa, quando n?o est? misturado ?s ?guas do rio. A maior qualidade? A perfeita integra??o entre nativos e forasteiros que se instalaram por ali ? ? isso que faz de Santo Andr? um lugar t?o especial.

 

Santo Andr?: canto direito

Santo And?: canto direito da praia

 

Na temporada, d? para pegar praia no beach lounge Casapraia ou nos bares de praia das pousadas?Victor Hugo e Vila Araticum.?Fora de temporada, a praia s? tem servi?o de bordo no canto direito, onde rio se encontra com o mar e onde h? um n?cleo de barracas nativas da maioooor simpatia (as cadeirinhas s?o de madeira, valei-me Iemanj?!).

O povoado n?o chega a ter um centrinho, mas boa parte da vida social acontece no trecho da orlinha ? beira-rio, onde est? a maioria dos restaurantes. Mas como a maioria das pousadas est? a beira-mar, sair para o restaurante pode resultar em at? 15 minutos de caminhada (quem est? de carro normalmente vai com ele).

 

 

Santo Andr? da Bahia

Santo Andr? da Bahia

 

 

Estando de carro, d? para pegar praia em outros pontos desta costa, como a Praia das Tartarugas (3 km ao norte da praia principal),?onde funciona o beach bar/restaurante da Fazenda Amendoeira, ou ent?o na Praia do Guai? (a 10 km), onde desponta?a (caprichad?ssima) barraca da (excelente!) cozinheira Maria Nilza.

Enquanto os bacanas fazem cavalgadas e pesca oce?nica de marlim azul (a pousada Toca do Marlin tem um haras e equipamento para pesca em alto mar), os plebeus (presente!) n?o podem perder o passeio de voadeira entre Belmonte (a 50 km) e Canavieiras, passando pelos igarap?s do rio Pardo, no delta do Jequitinhonha. Para quem mergulha, tem os corais do Araripe.

Ainda desconhecida, Santo Andr? deve ficar famosa a partir de junho, quando servir? de base para a Sele??o Alem? durante a Copa. ? bem prov?vel que, depois disso, vire point de turistas alem?es em busca de sol e sossego.

 

Onde ficar: Santo Andr? da Bahia

 

As pousadas em Santo Andr? se espalham pela costa.

A que est? bem no centro social da cidadezinha — a beira-rio na regi?o dos restaurantes — ? a pousada Cors?rio, que tem p?er e um dos melhores restaurantes do peda?o, o Floridita. A pousada tem um bloco de apartamentos junto ao rio, e outro atravessando a rua, com fundos para a mata.

Ainda ? beira-rio, a Terra Morena ? a antiga Gaili, sob nova administra??o. Seus chal?s s?o sombreados por ?rvores; a pousada tem a ?nica piscina do miolinho da vila.

No encontro do rio com o mar, num terreno enorme e ajardinado, a Ponta de Santo Andr? tem acomoda??es r?sticas (oito apartamentos na sede, tr?s chal?s e uma casa) e de vez em quando hospeda?workshops de ioga.

A primeira pousada ? beira-mar ? a cl?ssica?Victor Hugo, com charmosas espregui?adeiras (e mesas com tampo de m?rmore!) espalhadas por toda sua frente de praia. Voc? toma o caf? da manh? vendo o mar, na varanda da arejad?ssima sede. Os apartamentos standard t?m ar convencional; as su?tes, ar split.

Atr?s da Victor Hugo, a dois minutos da areia, est? o bed & breakfast Banana da Terra, com tr?s gostosos chal?s e ambiente supercaseiro.

Vizinho de muro com a Victor Hugo est? o Mabu Costa Brasilis, um resort com uma arquitetura bem diferente dos resorts convencionais. Os apartamentos ficam em predinhos com fachada colonial; h? tamb?m chal?s aconchegantes, com jeit?o de pousada. O sistema ? all-inclusive.

Imediatamente depois do resort a Vila Araticum tem sobrados com apartamentos super bem-montados — e um restaurante que funciona o ano inteiro. A partir deste ver?o, a pousada incorporou um terreno ? beira-mar e agora tem tamb?m um bar de praia.

Ainda n?o visitei a Mata Encantada, mas a proposta ? interessant?ssima: casas t?rreas (de alvenaria) com cozinha completa e casas suspensas em palafitas, de madeira, com cozinha compacta — tudo num terreno ? beira-mar que preserva boa parte da mata nativa.

10 km ao norte da vila encontra-se o hotel mais exclusivo da regi?o, a Toca do Marlin, de apenas 10 apartamentos, enormes, constru?dos com materiais de luxo, e com um haras anexo.

5 km adiante, na praia do Guai?, a quinze minutos de caminhada da praia (e da barraca da Maria Nilza), a simpatic?ssima?Canto da Reg tem ambiente caseiro: os quartos ficam em chal?s espalhados pelo quintal; alguns t?m ar, outros ventilador.

Onde comer: Santo Andr?

 

Maria Nilza

Maria Nilza

 

Para almo?ar na praia, v? (na temporada) ao Casapraia ou, de carro, ? Fazenda Amendoeira, na Praia das Tartarugas, ou ? Maria Nilza, no Guai?.

A vila tem excelentes restaurantes, como o inventivo El Floridita, na pousada Cors?rio, e o Gaivota, que tem a mais gostosa varanda debru?ada no rio.

Os restaurantes das pousadas Vila Araticum, Terra Morena e (na temporada) Victor Hugo s?o abertos ao p?blico.

? noite, o point da vila ? o vero italiano Sant’Anas, na beira-rio, com massas rigorosamente al dente.

Tem tamb?m a pizza da Oficina do Sabor e a cozinha baiana do Almescla.

Finalmente, na Ch?cara do C?u os antigos donos da Casapraia realizam jantares especiais mediante reserva com anteced?ncia.

Como chegar: Santo Andr? da Bahia

 

Saindo de Porto Seguro pela orla norte, em 30 km voc? chega a Santa Cruz Cabr?lia, onde pega a balsa que leva 10 minutos para atravessar o rio Jo?o de Tiba. Das 6h ?s 19h a travessia ? feita a cada meia hora, partindo das duas margens. Das 19h30 ? 0h30 h? uma balsa por hora — de Cabr?lia para Santo Andr? ?s 19h30, 20h30, 21h30, 22h30, 23h30 e 0h30; de Santo Andr? a Cabr?lia ?s 20h, 21h, 22h, 23h e 0h. A travessia custa R$ 8,50 por ve?culo ou R$ 0,80 por passageiro a p?. O telefone da balsa ? 73/3282-1094 (informa??es atualizadas:aqui). A vila de Santo Andr? fica 3 km adiante. Existem servid?es ?perpendiculares ? ruazinha principal que levam ? praia de mar.

O Expresso Brasileiro (tel. 73/3288-3650) faz a linha Eun?polis-Porto Seguro (rodovi?ria)-Cabr?lia (balsa) em 7 hor?rios di?rios; o ?ltimo sai tanto de Eun?polis quanto de Cabr?lia ?s 18h30 (informa??es atualizadas: aqui).

O tr?nsfer do aeroporto de Porto Seguro a Santo Andr? sai entre R$ 160 e R$ 180.

Porto Seguro

 

Coroa Vermelha

Coroa Vermelha, Santa Cruz Cabr?lia

 

  • ? a sua praia: se voc? curte lambaer?bica e luau; se vai em festa de formatura do colegial
  • N?o ? a sua praia: se voc? ler sobre os outros vilarejos contidos neste post

Vai por mim: Porto Seguro

 

Com os pacotes (com a?reo) mais baratos do pa?s, Porto Seguro costuma ser o primeiro destino de viagem dos brasileiros — muitas vezes, sob forma de viagens da turma da escola. A massa do turismo organizado passa os dias ou em megabarracas da praia de Taperapu? (que acomodam multid?es e oferecem de sess?es de lambaer?bica a show de humor), ou em passeios de ?nibus ?s praias das redondezas. ? noite vai-se ao footing da Passarela do ?lcool, no centro hist?rico, emendando com o lual da vez (as megabarracas se revezam, uma por noite), tudo regado a muito capeta (um drink ? base de vodka, leite condensado. canela e guaran?).

D? pra fazer diferente? D?. A orla tem tamb?m barracas mais charmosas, como aPraia Branca/White Beach, e mais sossegadas, como a Macuco (protegida da estrada por uma mata) e a Recanto do Sossego (que tem um ?timo restaurante). As tr?s, n?o por coincid?ncia, ficam na praia do Mut?, fora do fervo de Taperapu?. Os h?spedes do resort all-inclusive LaTorre (igualmente na praia do Mut?),??tamb?m levam uma vida ? parte, j? que o hotel tem uma barraca de praia pr?pria, a Nativa, em frente ao hotel.

O n?cleo hist?rico da Cidade Alta, com muitas edifica??es coloniais, ? um passeio imperd?vel. O mesmo j? n?o pode ser dito do passeio ao Recife de Fora, onde os corais est?o bem destru?dos pelo fluxo de turistas.

A praia mais gostosa para entrar no mar fica passando o Mut?, j? no munic?pio de Santa Cruz Cabr?lia: ? a Coroa Vermelha, pontilhada por barracas convencionais.

Pegar praia ou aproveitar a noite do Arraial d’Ajuda ? super vi?vel: basta pegar a balsa e seguir de ?nibus ou van. Se j? houver balsa a postos quando voc? chegar, d? para fazer o percurso inteiro em meia hora.

Onde ficar: Porto Seguro

 

Bastante fora da muvuca, na praia do Mut?, e auto-suficiente por ser all-inclusive, o compacto resort LaTorre oferece uma ?tima rela??o pre?o x qualidade.

Veja mais hot?is de Porto Seguro no Booking.

Onde comer: Porto Seguro

 

O melhor almo?o no centro ? no quilo Portinha.

Pertinho da balsa, a transada pizzaria Sambuca ? a melhor da cidade. No trecho final da Passarela do ?lcool, O Beco ? uma simpatic?ssima travessa com bares (como a cacha?aria Butiquim do Zio), restaurantes (o brasileiro Tang?, o japaArmaz?m do Sushi e o variado Casa da Esquina) e at? uma doceria portuguesa (A Torre).

Na Passarela do ?lcool propriamente dita, o Taskabar ? o bar mais muvucado. O internacional Esquina do Mundo tem mesas na cal?ada, enquanto o regional Colher de Pau instala seus clientes num terra?o com vista para o movimento.

? bom notar que, apesar do nome infame, a Passarela do ?lcool faz cada vez menos jus ao apelido. A ?rea das barraquinhas de capeta diminui a cada ano, enquanto cresce a ?rea da feirinha de artesanato e lembrancinhas. Al?, Porto Seguro: quando ? que a cidade vai desbatizar a Passarela do ?lcool e p?r um nome oficial civilizado?

Como chegar: Porto Seguro

 

Porto Seguro recebe v?os diretos de S?o Paulo (Guarulhos), Belo Horizonte e Salvador. Est? a 5 minutos do centro, de t?xi. Desde setembro, as corridas s?o pelo tax?metro (R$ 5 a bandeirada, R$ 4 o km rodado na bandeira 1, R$ 5,10 o km rodado na bandeira 2). Por esses valores, uma corrida aos hot?is de Taperapu? (8 km) daria R$ 37 na bandeira 1 e R$ 46 na bandeira 2). O tr?nsfer sai R$ 40 a Taperapu? e R$ 60 ao LaTorre.

Vindo de carro, Porto Seguro est? a 60 km de Eun?polis, seu ponto de acesso pela BR 101.

Arraial d’Ajuda

 

Arraial d'Ajuda

Pousada Beijo do Vento, Arraial d’Ajuda

 

  • ? a sua praia: se voc? quer boa praia com agito e boa rela??o charme x benef?cio
  • N?o ? a sua praia: se voc? for #TeamTrancoso

Vai por mim: Arraial d’Ajuda

 

O Arraial d’Ajuda tem toda a minha simpatia e um pouco mais. Acho o vilarejo de praia mais arrumadinho do Nordeste — o que ? um espanto, estando a apenas uma balsa de dist?ncia de Porto Seguro.

A praia oferece ?timo banho em toda a sua (grande) extens?o. Meu trecho favorito ? o Ara?a?pe, que fica na estrada da balsa, 5 km antes da vila, que tem mar calmo e nunca fica cheio demais. Por ali, a barraca mais bacana n?o ? mais a do Sting(que foi arrendada e n?o est? mais t?o charmosa); o point agora ? o Coruj?o. ?As barracas s?o vizinhas e se localizam mais ou menos em frente ao hotel Santa F?. H? tamb?m uma servid?o p?blica, ? altura do n?mero 1619 da estrada. Desde a vila, d? para ir de t?xi (R$ 20), van ou ?nibus (R$ 2,50).

Entre o Ara?a?pe e o Ecoparque fica a Praia dos Pescadores, freq?entada principalmente por moradores do Arraial (nativos ou transplantados). ? um trecho protegido, com mar calmo, perfeito para ancorar barcos. A maior atra??o do peda?o ? a Barraca do Nel, que serve peixe fresco e um famoso arroz de polvo. O acesso ? por uma servid?o ? esquerda do estacionamento do Ecoparque.

O Arraial d’Ajuda Ecoparque fica no trecho final da Estrada da Balsa, antes da subida para a vila. ? um parque aqu?tico com muito verde; os h?spedes do Arraial d’Ajuda Ecoresort t?m entrada gratuita. S? abre todos os dias em janeiro; nos outros meses, confira o calend?rio de abertura aqui.

A praia da vila ? a do Mucug?, localizada ao fim de uma ladeira chatinha de vencer na volta (volte de motot?xi). Infelizmente o charme da vila n?o desceu at? a praia: as barracas s?o feiosas (at? as que tentavam ser transadinhas acabaram descambando nos ?ltimos anos) e a densidade demogr?fica, alta. O trecho mais agrad?vel atualmente ? um pouco adiante, o Parracho, onde desponta a barraca chill-out Uiki (repagina??o supertransada da antiga barraca do Parracho).

 

Flor de Sal, Pitinga

Flor de Sal, praia da Pitinga

 

Na mar? baixa, vale a pena ir caminhando at? a praia da Pitinga, que tem a paisagem mais bonita: a primeira vis?o das fal?sias depois da curva ? de arrepiar. N?o se demova por causa do primeiro n?cleo de barracas grandalhonas, prontas para receber grupos de excursionistas; depois delas voc? vai encontrar o bar de praia mais bem-montado do Arraial d’Ajuda, o Flor de Sal, que tem um belo deck e mesas dispostas sob amendoeiras. D? para chegar tamb?m de van (o desembarque ? no Patacho; os ?ltimos 5 minutos s?o percorridos a p?).

Da Pitinga d? para ir a p? at? a praia do Ta?pe, que pertence ao Arraial mas onde est? instalado o Club Med… Trancoso.

Enquanto a praia ferve, a vila hiberna; poucos restaurantes funcionam na hora do almo?o, e a maioria das lojas s? abre a partir do meio da tarde. ? noite, o footing na rua do Mucug? ? de lei. Os bares e restaurantes s?o despretensiosos mas, no geral, muito bonitinhos; n?o h? m?veis de pl?stico nem trechos tomados por ambulantes.

Trancoso e Espelho s?o dois bate-voltas confort?veis de fazer. Para Cara?va, o melhor ? pernoitar.

Onde ficar: Arraial d’Ajuda

 

No alto da fal?sia sobre a praia do Mucug?, a Beijo do Vento ? a perfeita tradu??o do Arraial: tem uma rela??o custo x conforto x charme imbat?vel. O apartamento com jacuzzi no terracinho ? sob medida para lua de mel. Um pouco acima, num terreno maior e com a mesma vista linda, a Casar?o Alto Mucug? tem apartamentos e bangal?s belissimamente cenografados.

Num trecho sossegado da rua do Mucug?, com linda vista para as praias dos Pescadores e do Ara?a?pe, enfileiram-se tr?s pousadas. A?Maitei ? a mais sofisticada do centrinho; tem apartamentos superconfort?veis, duas piscinas (uma no terra?o) e um esp?rito chic-despojado que remete a B?zios. Sua vizinha?Para?so do Morro tem uma bonita piscina, enquanto a Baixu Village se diferencia pelos apartamentos com cozinhas completas.

Abrindo m?o da vista, voc? encontra pousadas atraentes com pre?os idem ? como a recentemente reformada Cheiro Verde, a simp?tica Erva Doce (bem no fervo) e a b?sica Mar Aberto (excelente op??o econ?mica).

A duas quadras da rua do Mucug?, fora de qualquer muvuca, a Coqueiros tem uma piscina gostos?ssima, e o Hotel Marambaia, excelente servi?o. Na mesma rua, dentro de um condom?nio fechado, a Villa 2 Santos ? um super-achado: aberta por um ingl?s e um franc?s com experi?ncia em grande hotelaria (Hotel Costes de Paris — t? bom pra voc??), tem apenas 4 apartamentos em torno de uma piscina charmosa; o caf? da manh? ? divino.

P? na areia, bem no fervo do Mucug?, fica o Mar Para?so, um condom?nio de apartamentos tipo time-sharing que tamb?m funciona como hotel. O ambiente ? de resort, com bastante muvuca em torno da piscina.

A praia do Parracho, pr?xima ? Pitinga, tem duas ?timas pousadas, auto-suficientes. A cl?ssica?Pousada Pitinga espalha seus chal?s por um grande terreno com um bem-cuidado jardim de plantas ex?ticas. J? a elegant?rrima?Privillage ? a n?mero 1 em capricho; os apartamentos s?o aconchegantes, o jardim ? impec?vel e o deck da piscina, fabuloso, com direito ? sombra de uma amendoeira. (Aqui vai um mea-culpa: visitei apressadamente a pousada h? muitos anos, quando estava abrindo, e n?o percebi o potencial. Mas v?rios leitores j? tinham avisado, com raz?o, que faltava a pousada na lista de recomendadas.)

P? na areia no Ara?a?pe, gosto da pousada S?tio S?o Francisco tem chal?s decorados com arte.

Na ponta do Apaga-Fogo, a 15 minutos de caminhada do melhor trecho do Ara?a?pe, o Arraial d?Ajuda Eco Resort (meia-pens?o) ? o ?nico do seu porte a admitir o adjetivo ?charmoso? sem for?a de express?o. Os apartamentos s?o bem decorados, o jardim tem orix?s de Tati Moreno e a sala de recrea??o infantil ? toda envidra?ada entre a piscina e o mar. Os h?spedes t?m direito a freq?entar o Arraial d’Ajuda Ecoparque nos dias em que funciona.

Onde comer: Arraial d’Ajuda

 

Para almo?ar na vila, o cl?ssico do centrinho ? o Paulo Pescador (na pra?a entre a rua do Mucug? e a Broadway). Na rua do Mucug?, o Manguti j? est? aberto na hora do almo?o; A Portinha se mudou para o shopping mais adiante, mas perdeu bastante (bate sol, o lugar ? muito quente). A novidade da parte mais alta da cidade ? o ?timo?Caf? da Santa, misto de padaria e lanchonete na pra?a da igreja.

Se for almo?ar na praia, leia o t?pico mais acima («Vai por mim: Arraial d’Ajuda).

 

Beco das Cores

Beco das Cores, Arraial d’Ajuda

 

Meu restaurante favorito para jantar, o Godzilla, fechou; mas o chef japon?s legou suas receitas asi?ticas para o Clube do Sushi (o rolinho vietnamita ? ?timo). Entre os tradicionais da rua (e adjac?ncias), o?Aipim ? o que mais pretens?es gastron?micas; o tradicional Don Fabrizio serve massas al dente; o Boi nos Arestem boas carnes.

O Beco das Cores ? o point mais gostoso da rua. D? para curtir a m?sica ao vivo (bem bacana, n?o fica no rame-rame da voz e viol?o) de todos os seus barzinhos e restaurantes — como a pizzaria Pitanga, a Cacha?aria Ax? e o japa Sushi do Beco.

A novidade da rua ? a Pra?a Caminho do Mar, onde antigamente existia uma pousada. Experimente por ali o gastropub A Taberna e os sorvetes da Fior di Latte.

Onde continuar bebendo at? tarde? No seu footing voc? perceber? que lugar est? mais animado — pode ser o Girassol, o ?Morocha Club, o Milloka, o Lounge Bar…

Como chegar: Arraial d’Ajuda

 

H? dois caminhos entre Porto Seguro e o Arraial d’Ajuda.

O mais curto ? pela balsa que cruza o Rio Buranh?m; voc? embarca no cantinho do centro de Porto Seguro e desembarca na Ponta do Apaga-Fogo, a 6 km do centro do Arraial. A balsa funciona 24 horas; passageiros a p? pagam R$ 3 (s? no sentido Porto-Arraial), e carros, R$ 13,90 (nos dois sentidos). O t?xi do aeroporto de Porto Seguro ? balsa custa R$ 20; da balsa ao centro do Arraial, R$ 25. ?nibus e vans fazem o trajeto entre a balsa e o centrinho por R$ 2,50.

O caminho mais longo — mas que chega a ser mais r?pido no ver?o, quando a fila para a balsa fica quilom?trica — ? pelo asfalto. Voc? sai de Porto Seguro em dire??o a Eun?polis e 30 km mais tarde pega a BA 001, em dire??o a Trancoso; depois de 21 km aparece a sa?da para Arraial, e a? s?o mais 12 km at? o centro (total: 63 km). O tr?nsfer de t?xi desde o aeroporto custa R$ 120.

De Arraial a Trancoso

Tamb?m h? dois caminhos. Pela estrada antiga, s?o 26 km (15 deles, de terra); voc? chega a Trancoso pelo Quadrado. Pelo asfalto, s?o 48 km; voc? chega a Trancoso pelo arrabalde. O ?nibus custa R$ 8.

Trancoso

 

Quadrado, Trancoso

Quadrado, Trancoso

 

  • ? a sua praia: se voc? acha que o r?stico pode ser chic
  • N?o ? a sua praia: se voc? n?o quer ter trabalho para ir ? praia

Vai por mim: Trancoso

 

Voc? vai curtir Trancoso? Tudo depende da sua primeira rea??o ?quelas duas fileiras de casinhas em volta de um descampado, no alto da fal?sia, mediadas por uma igrejinha de costas para o mar — o c?lebre Quadrado. O teorema de Trancoso pode ser postulado da seguinte maneira: amor ao Quadrado ou indiferen?a ao Quadrado. No meu caso, foi amor ? primeira vista, renovado a cada visita. Acho o Quadrado de Trancoso a pra?a mais bonita do Brasil — mas n?o falta quem ache aquilo a coisa mais sem-gra?a. (Os habitu?s dir?o: ainda bem!)

A praia mais pr?xima ao Quadrado ? a Praia dos Coqueiros. Saindo pela servid?o ? direita da igreja, em tr?s minutos voc? chega ao trechinho final ladeira que despenca at? a praia.

O primeiro bols?o de estacionamento leva ao trecho das areias onde n?o h? cadeiras de pl?stico. Pegue o pontilh?o que atravessa o mangue. ? sua direita voc? vai ver a simp?tica barraca Casa Timb?; mais adiante, chega ? muvuca mauricinha do Caf? de la Musique, que s? abre na temporada. ? esquerda do pontilh?o, junto ? margem do rio Trancoso, fica o Uxu? Praia Bar, que tem algumas espregui?adeiras (mas n?o todas) reservadas aos h?spedes do hotel Uxu?.

O segundo bols?o de estacionamento leva a um trecho mais popular da praia. Por ali vale a pena o peixe com farofa de banana da tradicional?ssima Barraca do Jonas.

No outro lado (margem norte) do riozinho fica a Praia dos Nativos. Na mar? baixa d? para atravessar a p? pelo rio, mas o acesso mais seguro ? de carro, saindo do Quadrado pela estrada de terra para o Arraial d’Ajuda. Na esquina com o rio fica um clube muito bem montado, o FlyClub (no lugar originalmente ocupado pelo Tostex), que tamb?m funciona em algumas noites como balada. A seu lado ficam barracas convencionais, que s?o point de excursionistas de Porto Seguro. Vinte minutos adiante pela areia (ou 5 minutos de carro, pela estrada para Arraial), voc? chega ao bar de praia da pousada Estrela d’?gua, o preferido dos poderosos paulistas. Um pouco adiante, o bar/restaurante de praia da Pousada Tangar?tamb?m est? aberto ao p?blico.

A praia seguinte na dire??o norte ? a do Rio da Barra, onde come?am as fal?sias que v?o at? a praia da Pitinga, no Arraial. A praia do Ta?pe, onde est? o Club Med, fica no meio das duas. No encontro com o rio funciona o restaurante Rio da Barra, que na temporada cobra uma consuma??o m?nima. Na mar? baixa, d? para atravessar o riozinho a p?; na mar? alta, s? vindo pela estrada (fica a 10 km do Quadrado, pela estrada do Arraial).

Ao sul da praia dos Coqueiros (a do Jonas, Caf? de la Musique etc.), em meia hora de caminhada pela areia, ou menos de dez minutos por uma estradinha de terra, chega-se ? Praia do Rio Verde, que tamb?m tem um n?cleo de bares de praia. Os mais bacanas s?o os de duas pousadas, o Etnia Clube de Mar (na temporada, ? preciso fazer reserva no restaurante para ter acesso) e a Bahia Bonita.

 

 

Etnia Clube de Mar, Trancoso

Etnia Clube de Mar

 

? direita (sul) da praia do Rio Verde, a praia fica selvagem: h? um condom?nio ao longo da costa, mas as casas ficam escondidas pela mata. (? nesse trecho que, em encarna??es passadas, se fazia nudismo em Trancoso; hoje a pr?tica ? reprimida pelos seguran?as do condom?nio). O mar fica mais calminho depois da curva, naPonta da Itapororoca, onde pedras aparecem na mar? baixa.

E se voc? teme o nariz empinado de Trancoso, saiba que o ?ndice de dasluzice no peda?o s? fica mesmo alarmante do R?veillon at? a metade de janeiro. Do meio de janeiro at? o Carnaval ainda haver? colunistas sociais de S?o Paulo de plant?o, mas a cidade estar? divertida. Passando o Carnaval, Trancoso aposenta o esnobismo at? o R?veillon seguinte. As pousadas s? lotam em casamentos muito concorridos. Voc? pode ir fazer retiro espiritual, se quiser. Recomendo.

Onde ficar: Trancoso

 

No Quadrado ou na praia?, eis a quest?o. Se voc? estiver em carro, fique no Quadrado (e arredores). Deslocar-se entre o alto da fal?sia e a areia, seja a p?, seja de t?xi (R$ 20 cada trecho) ou motot?xi (R$ 5 cada trecho), ? mais f?cil de dia do que ? noite. Caso voc? fa?a quest?o de se hospedar p? na areia, ? mais confort?vel estar de carro alugado (mas sempre d? para chamar t?xi ou motot?xi por telefone).

 

No Quadrado

 

Numa vielinha que d? no Quadrado, a pousada Capim Santo guarda o DNA da Trancoso pr?-badala??o. Mas n?o parou no tempo: foi acrescentando conforto, mas sem perder o ambiente caseiro. A gostosa piscina super quebra o galho dos dias em que voc? n?o queira descer a praia; as su?tes master s?o o melhor neg?cio da cidade. O caf? da manh? est? entre os meus top 5 do Brasil.

O Quadrado tem outras duas pousadas, digamos, hist?ricas. O Hotel da Pra?atamb?m pertence ao patrim?nio afetivo da vila; compensa os quartos compactos com ?reas sociais charmosas e um lind?ssimo jardim tropical. J? a Porto Bananas, pertinho da igreja, tem apartamentos agrad?veis e tamb?m chal?s completos, com cozinha.

A invas?o estrangeira da ?ltima d?cada trouxe duas pousadas muito elegantes ao Quadrado. A El Gordo tem alguns de seus apartamentos praticamente incustrados na lateral da fal?sia, com a mesma vista (bel?ssima) que se tem da piscina, para as praias ao norte. Mas o xod? da imprensa de luxo ? o Uxu? Casa Hotel, ador?vel cole??o de casas que aproveita duas casinhas do Quadrado e continua jardim adentro. Cada casa tem sua pr?pria decora??o, com pe?as ?nicas e objetos cuidadosamente garimpados; as cozinhas s?o equipadas.

Outras duas pousadas completam o elenco quadradiano. A nova?Hospedaria do Quadrado ? uma tenta??o: tem ambientes sociais arejados, apartamentos super bem-resolvidos e ?timo custo x benef?cio. E a Mar ? Vista, vizinha de viela do Capim Santo, tem uma piscina com — adivinha! — vista para o mar.

 

Na vila

 

A menos de 10 minutos a p? do Quadrado, a elegante Etnia distribui bangal?s branquinhos por um bosque de ?rvores frondosas. Cada bangal? tem um tema, resolvido sem exageros. A piscina, ladeada pela varanda do restaurante, poderia muito bem estar num hotel escondidinho em Capri.

Entre as pousadas com boa rela??o custo x ambiente x localiza??o, d? uma olhadinha na Hibisco (que ganhou um banho de loja), na Mundo Verde (?tima vista para o vale, da piscina) e na Encantada (que costuma ter bons pre?os).

No comecinho da estrada para o Arraial (depois da ladeira, passando o riozinho), a ecocharmosa Mata N’Ativa tem apartamentos superconfort?veis, rodeados pela mata. ? noite voc? vai querer subir de motot?xi ao Quadrado.

 

Nas praias ao norte da vila

 

A primeira pousada de luxo a se instalar na areia — mais precisamente na Praia dos Nativos — foi a?Estrela d??gua, que reinou por muitos anos como o endere?o mais chique de Trancoso. Os apartamentos que valem a pena s?o as su?tes master, todas com piscina privativa ?– e privacidade absoluta. Na temporada, seu bar de praia deve ser o mais disputado do Brasil.

Querendo conforto sem vida social intensa, fique mais adiante, na Villas de Trancoso, que tem uma gostosa piscina com borda de m?rmore. Vizinha de viela, aPousada Tangar? ? uma adi??o luxuosa recente a esse trecho. O deck da praia ? muito bem-montado.

Finalmente, na praia do Ta?pe ? tecnicamente, em territ?rio do Arraial d?Ajuda ? oClub Med Trancoso ? o mais tranq?ilo e elegante entre os seus pares brasileiros. A vista do alto da fal?sia ? que vai da Pitinga, no Arraial, ao Rio da Barra, em Trancoso ? ? espetacular; ir ? praia, por?m, requer enfrentar 222 degraus (h? uma van que faz o percurso em hor?rios determinados). O Quadrado est? a 7 km, pela estrada; as corridas de t?xi s?o tabeladas pelo hotel e n?o saem barato.

 

Nas praias ao sul da vila

 

Na praia do Rio Verde, a Etnia Clube de Mar ? a filial praiana da Etnia da vila; os bangal?s, que j? existiam no local, foram totalmente repaginados pelos novos donos. O bar-restaurante de praia ? o mais cool de Trancoso; quem n?o est? hospedado em nenhuma das pousadas do grupo precisa reservar.

A vizinha Bahia Bonita reabriu em 2013 depois de um tempo fechada. Ainda n?o visitei, mas as fotos prometem.

Onde comer: Trancoso

 

Como eu j? disse mais acima, a ess?ncia original de Trancoso pode ser encontrada em qualquer ?poca do ano no restaurante da pousada Capim Santo (com leve sotaque natureba-gourmet), que mudou muito pouco nos ?ltimos vinte anos. Os pratos cl?ssicos s?o o peixe assado com iogurte e o camar?o com capim-santo. Deixe espa?o para a sobremesa…

A vila tem outros cl?ssicos, como a pizzaria cinco-estrelas?Maritaca, um dos favoritos da foodie Alexandra Forbes (a uma quadra do Quadrado, em frente ao shoppingzito), e O Cacau, no Quadrado perto da igreja, de cozinha de inclina??o baiana.

Na temporada, brilha a filial do?Los Negros, do mitol?gico chef Francis Mallmann, na esquina da primeira pra?a antes do Quadrado (quase em frente ao P?ra-Raio). Faz tempo que n?o vou em janeiro, ent?o ainda n?o pude experimentar, mas acredito que ofere?a os assados na panela de ferro, de exposi??o curta a alt?ssimas temperaturas, que s?o a marca registrada do chef argentino.

Fora do circuito badalado, o Quadrado tem op??es simp?ticas — no almo?o, o bom quilo d’A Portinha e as moquecas do Silvana & Cia. ? noite, carnes argentinas no La Parilla e o card?pio enxuto do Il Mercato.

Para comer com vista, marque um almo?o tardio no restaurante da pousada El Gordo.

Para almo?ar na praia, reserve na Etnia Clube de Mar, na Estrela d’?gua ou naTangar?.

Como chegar: Trancoso

 

Trancoso fica a 80 km de Porto Seguro pelo asfalto. Saindo do aeroporto, s?o 30 km at? o trevo para a BA-001; siga reto por 40 km, quando haver? a rotat?ria para Trancoso. Ser?o menos de 10 km at? o Quadrado, passando pelo arrabalde da cidade (o bairro conhecido como Invas?o).

D? tamb?m para ir pela balsa do Arraial d’Ajuda. Nesse caso, ser?o 30 km a partir da chegada da balsa. Os ?ltimos 15 km, a partir do Ta?pe, ser?o de terra.

Para o Club Med ou o condom?nio Terravista, o melhor caminho ? pelo asfalto; h? uma estrada exclusiva saindo 7 km depois do trevo da BA 001.

O tr?nsfer desde o aeroporto custa R$ 170. Por transporte p?blico, v? de t?xi ? balsa (R$ 20), atravesse com a balsa (R$ 3), prossiga com o ?nibus Balsa-Trancoso (R$ 8).

Praia do Espelho

 

Praia do Espelho, canto direito

Praia do Espelho, canto direito

  • ? a sua praia: se voc? quer dormir e acordar numa praia deserta
  • N?o ? a sua praia: se te incomoda que no meio do dia a sua praia deserta n?o fique t?o deserta

Vai por mim: Praia do Espelho

 

?Espelho da Maravilha? ? afinal, isso ? um nome ou um slogan? Provavelmente, um slogan. O nome oficial ? Curu?pe; em priscas eras, o lugar era conhecido apenas como ?o Ar?o?, o nome do patriarca da fam?lia de pescadores que preservou esse para?so at? ser posto no mapa. A praia ? um deslumbre: um coqueiral faz o contraponto ? aridez das fal?sias, que se estendem pelo lado direito at? perto de Cara?va; o mar ? calmo, clar?ssimo em tempo seco, e com piscininhas na mar? baixa. Um riozinho de ?guas verdes desemboca pr?ximo ao canto direito, com a ?nica inten??o de aparecer no seu ?lbum de fotos.

 

Bar do Baiano, Espelho

Bar do Baiano, Espelho

 

Mas n?o ? s? a paisagem que torna a praia especial: sob os coqueiros encontram-se alguns dos bares de praia mais estilosos da costa brasileira.

O criador do estilo ? ou, ao menos, seu sintetizador ? ? o Baiano, genro do Ar?o, o primeiro a espalhar pelo gramado esteiras de taboa e almofadas de chita em torno de mesinhas baixas. Muitas vans deixam seus passageiros no Bali Hai, o bar de praia da Recanto do Espelho. Para quem quer uma boa sombra, o bar Caribe Baiano ? a pedida: uma barraca branquinha, com sof?s e mesas confort?veis, ? beira do riachinho (entre as pousadas Recanto do Espelho e Bendito Seja).

 

Caribe Baiano, Espelho

Caribe Baiano, Espelho

 

No canto direito da praia, ? beira de um outro rio, o bar da Fazenda Cal? & Divino ? uma charmos?ssima alternativa ? muvuca do canto de Curu?pe.

No Espelho voc? vai tomar as caipiroskas mais caras da sua vida. O melhor jeito de amortizar o investimento (e o esfor?o de ir t?o longe) ? n?o se contentar com o bate-e-volta no mesmo dia. S? quem dorme e acorda nesse cen?rio experimenta toda a maravilha do Espelho.

Onde ficar: Praia do Espelho

 

As pousadas lotam no R?veillon e no Carnaval, mas sempre t?m vagas no resto do ano.

O canto esquerdo da praia — tradicionalmente conhecido como Curu?pe — concentra as pousadas p? na areia. Junto ? fal?sia, a Enseada do Espelho tem servi?o superprofissional, quartos confort?veis e um bonito gramado que se estende at? a beira do mar, onde voc? pode pedir para servirem o caf? da manh?.

Sua vizinha, a Bendito Seja, repaginou a antiga Porto Espelho com uma decora??o extravagante, que faria bonito numa Casa Cor. Os apartamentos s?o especialmente rom?nticos.

A pousada a seguir ? a Recanto do Espelho, que funciona como ala mais b?sica da Enseada do Espelho e costuma ter os pre?os mais camaradas entre as pousadas ? beira-mar.??A seu lado est? a?Pousada do Baiano, que tem apartamentos junto ao bar ? r?sticos mas charmosinhos ? e bangal?s constru?dos na encosta.

No canto direito da praia, na margem sul do riozinho (onde seria a praia do Espelho propriamente dita), a Fazenda Cal? & Divino ocupa toda uma colina; alguns dos bangal?s est?o no alto (branquinhos, com um jeit?o de Gr?cia-na-Bahia, e vista espl?ndida); outros ficam p?-na-areia, ? beira-rio.

No alto da fal?sia, dentro do condom?nio Outeiro das Brisas, a piscina da Pousada do Outeiro ? um mirante privilegiado para o Espelho; os quartos s?o aconchegantes. Outra pousada com piscina ? a Viela da Vista (antigo hotel L’Unico). J? a Brisas do Espelho ? antiga Vindobona, reformada e redecorada; os apartamentos s?o espa?osos e o caf? da manh?, elogiado.

Onde comer: Praia do Espelho

 

Todas as pousadas citadas no t?pico anterior t?m restaurantes; se voc? n?o estiver hospedado, ligue para confirmar o funcionamento.

Fora das pousadas e dos bares da praia, a grande viagem ? almo?ar noRestaurante da Silvinha (ligue para reservar: 73/9985-4157). O card?pio varia de acordo com o que a Silvinha acha no mercado — mas a torrada de p?o ?rabe com z?tar e os chutneys caseiros do couvert est?o sempre presentes.

Como chegar: Praia do Espelho

 

O Espelho est? a 25 km ao sul de Trancoso, 75 km do Arraial d?Ajuda e 105 km de Porto Seguro. Os ?ltimos 20 km s?o de terra, com alguns trechos prec?rios. A entrada para Espelho/Curu?pe ? sinalizada; voc? passa ao lado da guarita do condom?nio Outeiro das Brisas e continua por mais 6 km at? a praia. H? dois bols?es de estacionamento ? ambos caros. Para ficar no canto esquerdo (Curu?pe), onde est?o o Bar do Baiano e seus vizinhos bacanas, siga sempre em frente. As placas que tentam levar voc? para a direita (Espelho) v?o dar no bols?o de estacionamento pr?ximo ao meio da praia.

O tr?nsfer do aeroporto ao Espelho sai entre R$ 270 e R$ 300. Vindo de Trancoso ou do Arraial d’Ajuda, o t?xi cobrar? entre R$ 150 e R$ 200 por perna.

Cara?va

 

Cara?va

Beira-rio, Cara?va

 

  • ? a sua praia: se voc? curte rusticidade — e forr?
  • N?o ? a sua praia: se ruas de areia n?o fazem o seu estilo

Vai por mim: Cara?va

 

Caso voc? tenha perdido os ?ltimos cap?tulos: desde 2008 Cara?va est? ligada ? rede de luz el?trica. A coisa se deu nos termos que a comunidade exigiu: a fia??o foi toda enterrada, e as ruas continuam sem ilumina??o de poste. Tudo para preservar o planet?rio natural que aparece nas noites sem nuvens. Os carros continuam proibidos. N?o esque?a a lanterna ? e aproveite para curtir a vila sem o tuc-tuc-tuc dos geradores.

Praia da Barra, Cara?va

Praia da Barra, Cara?va

 

Os dois melhores trechos para pegar praia s?o a Barra — onde o rio se encontra com o mar e o banho ? mais gostoso — e o Bar da Praia,??na pousada Casa da Praia, que ? o point mais descolado. Num dia que estiver especialmente bem-disposto, atravesse o rio de canoa, e em meia hora voc? estar? na Praia do Satu, com direito a duas lagoas.

 

Bar da Praia, Cara?va

Bar da Praia, Cara?va

 

Em Cara?va, a beira-rio ? mais importante do que a beira-mar. No meio da tarde, n?o existe lugar melhor para estar do que embaixo de uma das ?rvores frondosas do Boteco do Par?, a bordo de uma por??o de past?is sequinhos. ? noite come?a no Bar do Porto (se n?o tiver jantado, pe?a uma pizza) ou no Bar Lagoa (bons sandu?ches) e continua num dos dois forr?s que, para muita gente, s?o sin?nimo de Cara?va: o do Ouri?o e o do Pel? (mas que, fora da temporada, s? funcionam mesmo aos s?bados).

O passeio mais gostoso ? o b?ia cross: voc? desce o rio Cara?va de b?ia, sem fazer for?a, na mar? vazante.?Bugueiros saem da ponta da vila e levam ? aldeia patax? de Barra Velha (onde o mais interessante ? o artesanato ? venda). H? v?rias maneiras de ir ao Corumbau: de bugue (na continua??o do passeio a Barra Velha), de barco (com parada nos recifes Itacolomis) ou a p? (12 km/3 horas). Se for a p?, v? na mar? baixa, para pegar a areia mais dura; volte de bugue. H? tamb?m passeios de barco ? praia do Espelho. Se quiser ir a p? ao Espelho, s?o 9 km, percorr?veis apenas na mar? baixa; n?o d? para ir e voltar no mesmo dia.

Onde ficar: Cara?va

 

A melhor localiza??o de Cara?va, perto da beira-rio e n?o muito longe da praia, ? a da Pousada Lagoa, que tem bangal?s que parecem sa?dos de um cat?logo da Richard’s, espalhados por um terreno em torno de uma lagoinha. (S? os apartamentos superiores t?m ar condicionado.)

? beira-mar, a localiza??o mais privilegiada ? a da Pousada da Barra, que tem frente para o rio e para o mar. Outras pousadas tamb?m deixam voc? p? na areia: aCasa da Praia (que tem o bar de praia mais bem freq?entado), a Flor do Mar(charmos?ssima; os apartamentos do segundo andar tem varanda e vista linda para o mar), a San Antonio (que tem um deck bacan?ssima sobre a areia), a Vila do Mar(a ?nica com piscina), e a Thayn? (toda r?stica, de madeira).

Perto dos forr?s, as simpatic?ssimas Casinhas da Bahia t?m o charme da fachada de platibanda caracter?stica do interior nordestino.

Fora da praia, a Pousada da Terra ? supercaprichada e tem bons pre?os; a San Antonio Cajueiro fica na quadra de tr?s da San Antonio e?esbanja charme em bangal?s branquinhos, e a Tatuassu tem uma arquitetura original (e restaurante italiano na temporada).

Onde comer: Cara?va

 

O funcionamento dos restaurantes de Cara?va ? bastante sazonal. Fora da temporada, o mais recomend?vel ? se garantir num almo?o tardio (no Bar da Praia, no Boteco do Par?, no panor?mico?Varand?o — ponto final de todos os passeios pelo rio –?ou em qualquer lugar que voc? encontre aberto), porque ? noite as op??es ser?o restritas.

? noite, os lugares mais prov?veis de estarem em funcionamento s?o o Bar do Porto (pizzas), a Culin?ria Central (variado), o Bar Lagoa (massas, saladas, sandu?ches) e o Jo?o de Barro (regional).

Na temporada, abrem dois restaurantes com pique mais gastron?mico, o Mangue Sereno e o italiano da Tatuassu.

Como chegar: Cara?va

 

Cara?va fica 120 km ao sul de Porto Seguro; os ?ltimos 40 km s?o de terra. Quem vem de condu??o pr?pria deixa o carro no estacionamento na margem norte do rio e atravessa de canoa para o centrinho da vila.

H? tamb?m um atalho desde a BR 101, com sa?da perto do Posto Santa B?rbara, em Itabela, passando pela localidade de Monte Pascoal; venha de dia, porque os47 km de terra t?m bifurca??es mal sinalizadas.

O ?nibus desde Porto Seguro custa R$ 16.

O tr?nsfer desde o aeroporto de Porto Seguro sai R$ 270.

? poss?vel vir pela areia (12 km) desde o Corumbau; os patax?s de Barra Velhafazem esse transporte de bugue.

Corumbau

 

Corumbau

Vila Nai?, Corumbau

  • ? a sua praia: se voc? busca isolamento
  • N?o ? a sua praia: se voc? n?o quer trabalho para chegar

Vai por mim: Corumbau

 

O que ? mais bonito no Corumbau? A praia extensa e vazia? O mar calminho? O bosque de amendoeiras bem na ponta da praia, em frente ? vila? Os barquinhos dos pescadores que ficam encalhados na mar? baixa? Ou a feliz constata??o de que o seu celular realmente n?o pega direito?

A Ponta do Corumbau ? um dos lugares mais remotos do litoral baiano onde voc? pode chegar e ficar. Aqui a rusticidade de um aut?ntico vilarejo de pescadores convive com o luxo de algumas das pousadas mais exclusivas do Brasil. Os trechos de praia em frente ?s pousadas s?o virtualmente privativos; os (poucos) visitantes que aparecem, vindos de barco de Cumuruxatiba e Cara?va (e, aos domingos, de ?nibus, de Itamaraju), v?o direto para a praia da vila, bem na ponta.

Por ali, nas luas cheia e nova, a mar? baixa faz surgir um banco de areia que avan?a mar adentro, alongando o pontal e formando piscinas naturais de ?gua transparente. ?Come-se bem nas pousadas e nos restaurantes simples da vila. Quando cansar de n?o fazer nada, voc? pode fazer cavalgadas at? a aldeia ind?gena e andar de caiaque mangue adentro.

H? v?rios pontos bons para mergulho; a melhor ?poca ? no ver?o. Na mar? baixa, depois de atravessar o rio Cara?va de canoa, ? poss?vel ir caminhando at? Cara?va (12 km). Mas o percurso n?o ? muito interessante; ? melhor fazer de bugue, que vai s? at? o meio do caminho pela areia e ent?o continua pelo interior, passando pela aldeia ind?gena de Barra Velha.

Onde ficar: Corumbau

 

Fica no Corumbau a pousada chique mais sui-generis do Brasil: a Vila Nai?, precursora do luxo sustent?vel. Por fora, seus chal?s n?o s?o muito diferentes das casas de pescador da regi?o; por dentro, por?m, t?m todo o conforto e misturam m?veis de design com pe?as vintage. A vegeta??o ? aut?ctone, e protegida por passarelinhas de madeira que cruzam a pousada. A ?nica interfer?ncia na topografia ? a piscina. Nos fundos da pousada come?a uma reserva natural particular de 40 hectares.

Prefere um luxo mais convencional? Na Fazenda S?o Francisco voc? encontra. Metade dos apartamentos foi reaproveitada da encarna??o anterior; os que vale a pena cacifar s?o os quatro novos bangal?s de linhas minimalistas, que t?m quintais privativos nos fundos.

N?o quer esvaziar o cofre? Voc? tem duas boas o??es. Reserve um dos bangal?s do simp?tico Village Jocotoka, o pioneiro da praia, que tem fundos para o rio e est? mais perto da vila (e ? family-friendly). Ou fique na pr?pria vila, na Loin de Tout, charmosa pousadinha de uma belga envolvida em projetos comunit?rios na regi?o.

Como chegar: Corumbau

 

Em linha reta, Corumbau est? 50 km ao sul de Porto Seguro ? que s?o percorridos em 25 minutos por avi?ezinhos fretados pelos bacanas.

Pela estrada, s?o 220 km ? saindo da BR 101 em Itamaraju (na dire??o de Prado) e virando ? esquerda 8 km depois, em Guarani. Os ?ltimos 60 km s?o em estrada de terra que fica complicada depois de chuvas.

H? um atalho que vale por um passeio: d? para vir de carro de Porto Seguro at? Cara?va (140 km; os ?ltimos 40 km, de terra), atravessar o rio de canoa e ent?o pegar seguir de bugue pelos ?ltimos 12 km at? o rio Corumbau (onde h? outra travessia de canoa); combine a aventura com a sua pousada.

Cumuruxatiba

 

Rio do Peixe, Cumuruxatiba

Praia do Rio do Peixe, Cumuruxatiba

  • ? a sua praia: se voc? procura o astral do sul da Bahia, mas sem a badala??o nem os pre?os altos
  • N?o ? a sua praia: se voc? precisa de um aeroporto pertinho

Vai por mim: Cumuruxatiba

 

Cumuru ? para quem sossego com alguma estrutura ? mas sem a afeta??o das outras praias do sul da Bahia. A paisagem muda um pouco: saem os coqueiros, entram as amendoeiras. Boa parte da costa ? pontilhada por essas ?rvores de copa frondosa, que dispensam a importa??o de sombra: pode deixar o guarda-sol em casa, que por n?o vai ser necess?rio.

O trecho mais bonito ? o da praia do Rio do Peixe, a 3 km do centro. Por ali as fal?sias ainda est?o nos fundos da praia ? mas ajudam a enfeitar o canto esquerdo da sua vis?o. Um riozinho facilmente atravess?vel divide a praia entre Rio do Peixe Grande e Rio do Peixe Pequeno. V?rias pousadas escolheram esse peda?o para se instalar, mas as areias continuam vazias.

Na mar? baixa o mar seca bastante; aproveite para caminhar at? a praia doMoreira, que na mar? alta s? tem acesso pela estrada. 12 km adiante (15 km do centrinho), a Barra do Ca? ? tida por alguns historiadores como o primeiro lugar onde Cabral teria pisado o solo brasileiro; o lugar ? lindo, com fal?sia, riozinho e centro de visitantes.

Cap?tulo mesa: para frutos do mar ? brasileira, v? ao Hermes, ? beira-mar. Para pratos mais viajados, confira o Mama ?frica, que voltou ? praia depois de umas temporadas em Trancoso. No ver?o saem passeios de barco para os corais do Patax? e a Ponta do Corumbau. No inverno, informe-se sobre os passeios para observa??o de baleias jubarte que saem de Prado; sai mais barato e ? menos cansativo do que ir at? Abrolhos. (Sobre Abrolhos, leia no t?pico de Prado.)

Onde ficar: Cumuruxatiba

 

A bem-montada Pousada Rio do Peixe fica no canto mais sossegado da sua praia e est? num terreno amplo. Ali perto, a Mandala tem uma sala de estar muito agrad?vel e a melhor piscina da regi?o. Os destaques da Pousada ? s?o o jardim (onde h? um playground) e o deck junto ? praia. A Uai Brasil ? compacta mas supercaprichadinha.

Na vila — ideal para quem quer alguma vida noturna — a pousada mais bonita ?? aVilla Cumuru; o hotel mais estruturado, o Cumuruxatiba, que tem uma ag?ncia de ecoturismo para o Monte Pascoal e arredores usando jip?es incrementados.

Como chegar: Cumuruxatiba

 

Cumuruxatiba fica 220 km ao sul de Porto Seguro. ? preciso descer pela BR 101 at? Itamaraju, e ent?o pegar a estrada para Prado. 8 km antes de Prado h? uma sa?da ? esquerda para Cumuru; esses 30 km finais s?o de terra.

Prado, Caravelas & Abrolhos

 

Prado

Prado, em dire??o a Cumuru

  • ? a sua praia: se vai ver baleias, mergulhar em Abrolhos — ou se ? mineiro smile
  • N?o ? a sua praia: se faz quest?o de mar azul

Vai por mim: Prado, Caravelas & Abrolhos

 

Prado ? a cidade com melhor infra-estrutura da Costa das Baleias. Seu p?blico ? composto principalmente por fam?lias, que ocupam um loteamento inteiro de casas de veraneio. O maior atrativo natural do lugar s?o bel?ssimas fal?sias que come?am a 5 km ao norte do centro e se estendem por 30 km at? a entrada de Cumuruxatiba — margeadas por uma estradinha panor?mica de terra, que quando n?o chove proporciona um belo passeio entre as duas cidades. As praias s?o lindas, com muitos trechos desertos — pena que a ?gua esteja mais para o bege do que para o verde. O Beco das Garrafas, um cal?ad?o na rua Rui Barbosa (centro antigo), concentra bares e restaurantes (como o bistr??Donna Flor — meu preferido –, oBanana da Terra e o Jubiab?) e sedia os agitos da noite, razoavelmente fervida no ver?o.

Caravelas

Caravelas

A 50 km de Prado, por estrada asfaltada, a cidade hist?rica de Caravelas ? tem um centrinho ador?vel, e serve como ponto de partida para incurs?es a Abrolhos.?? um dos melhores pontos do litoral brasileiro para mergulho (?poca com maior visibilidade: de outubro a mar?o). Chega-se l? de duas maneiras. O jeito mais ‘tur?stico’ ? fazer um passeio de lancha r?pida (sa?da ?s 8 da manh?, volta ?s 5 da tarde) a partir de Caravelas. O jeito mais ‘esportivo’ ? se encaixar numa sa?da de barco ou catamar?, dormindo entre uma e tr?s noites no barco. O passeio ? mais indicado para quem realmente quer mergulhar ou observar baleias; para quem vai s? olhar a paisagem (fora da temproada de baleias), a viagem ? cansativa, e a vista, mon?tona. Para quem mergulha, no entanto, ? o para?so — nesse departamento, Abrolhos ? um destino 5 estrelas. N?o v? com os dias muito contados, j? que com mau tempo muitas sa?das s?o canceladas (principalmente os passeios de lancha), e voc? talvez tenha que ficar em terra esperando o tempo melhora (veja operadores credenciados aqui).

Abrolhos

Abrolhos

Onde ficar: Prado & Caravelas

 

A pousada mais charmosa de Prado ? a Ponta de Areia, junto ? praia da cidade. No loteamento Novo Prado, a Guaratiba tem boa estrutura (uma ?tima piscina).

Em Caravelas, aguarde o dia de sair seu passeio a Abrolhos no Marina Porto Abrolhos.

Como chegar: Prado, Caravelas & Abrolhos

 

Prado est? a 200 km de Porto Seguro (saia da BR 101 em Itamaraju) e a 470 km de Vit?ria (saia da BR 101 em Teixeira de Freitas), sempre asfaltados.

Caravelas est? a 50 km de Prado, 250 km de Porto Seguro e 420 km de Vit?ria.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

© Copyright 2014 by NicDarkThemes.com - Made With In Venice